Teoria da Conspiração: Saúde, Estética e Consumo

Bonjour mes amis!

As férias acabaram e eu já estou de volta ao Rio, infelizmente. Em julho meu pai ficou doente, REALMENTE doente. No mesmo período vi um vídeo que, aliado ao que estava acontecendo com meu pai, me fez pensar em uma série de coisas sobre saúde, estética e consumo.

Vocês já repararam que temos muitas preocupações hoje em dia que só existem porque nos fizeram acreditar que eram assuntos relevantes? Um exemplo disso: celulite. Atualmente não faltam tratamentos especializados em tratar a celulite, mas sinceramente, alguém aqui já ouviu falar de morte por celulite? Já foi em algum enterro onde a pessoa morreu porque tinha celulite? E calvície? Muitos homens são calvos desde a juventude, e se entopem de tônicos capilares para amenizar a perda de cabelos, Porém, sejamos francos, calvície não é doença!

O que dizer daquelas pessoas que freqüentam academia religiosamente? Depois de uma sessão de spinning, sentem como se tivessem cumprido uma obrigação e se faltam algum dia a culpa faz até com que percam o sono.
Sério! Acredito sim que cuidar da saúde é fundamental. Uma boa alimentação e atividade física são essenciais para uma vida saudável e até mais feliz, uma vez que ambas fazem o cérebro liberar endorfina e serotonina, que dão a sensação de prazer.

Mas, diga-se de passagem, questões como as acima descritas não são necessariamente questões de saúde. A maioria delas só foi elaborada ou difundida porque tem gente lucrando com a paranóia alheia.

É claro que eu não sou contrária à vaidade. Todo mundo tem um “quê” com alguma(s) parte(s) do corpo e é importante cuidar desses pontos para que eles não atrapalhem nossa vida. Todavia, nos dias de hoje, as mídias querem nos deixar complexadas com TODAS as partes do nosso corpo. É celulite, estria, você está muito gordo, ou está muito magro, a moda são coxas mais grossas ou mais finas que as suas, seu cabelo não está bom, você não está usando as cores certas, suas roupas estão desatualizadas ou seu estilo de vida não convém! E SEMPRE tem alguém vendendo a solução para os seus ”problemas”, nunca é de graça, já reparou?

Sinceramente, já notou que nem o espelho diz algo sobre você? Ele pode até mostrar um ou outro ponto que você gosta ou odeia. Mas não diz NADA sobre as suas idéias, as suas histórias, experiências, suas emoções, seus sonhos, desesperos, medos, tristezas, alegrias, conquistas… Ou seja, se nem o espelho pode dizer algo sobre você, muito menos pode uma indústria que não está interessada nem no seu bem estar, nem na sua saúde, mas sim no recheio da própria carteira.

Quero deixar aqui o vídeo que assisti e comentei no início do post. Ele não fala sobre estética, mas sobre o estilo de vida que querem nos outorgar.


Desde já, peço desculpas pelo tamanho imenso do meu post. Espero, de verdade, que vocês tenham paciência para lê-lo e possam compartilhar comigo suas opiniões.

Au revoir.

10 Responses to “Teoria da Conspiração: Saúde, Estética e Consumo”

  1. Mandou bem, Báh. A sociedade sempre foi hipócrita, isso já não é novidade há séculos. Cabe mesmo a cada um decidir o que quer para si. Eu amei o vídeo que vc postou, concordo plenamente com tudo o que ele disse, porque eu penso assim também. Não tenho bosta nenhuma (no que diz respeito a patrimônios e afins), e demorei mais de quatro anos pra entrar na faculdade porque eu não queria estudar nada forçado (e olha que isso é péssimo meeesmo, digo por experiência própria rs). Faculdade é um investimento pesado e deve ser pensada e levada com seriedade, se não vc pode ter um atraso desgraçado na vida.Quanto aos padrões estéticos, nem vou falar nada néh kkkkk… meu estilo não se encaixa, minha altura não se encaixa, meu corpo não se encaixa, meu rosto menos… Se eu ficar pensando muito nisso, me mato! aushauhsaaaÉ cada um por si mesmo, se os e as manés querem se matar gastando fortunas em pedaços de panos que um dia vão apodrecer como tudo nesse mundo, só por causa de marca (o que para mim é de uma estupidez digna de um Neanderthalensis), que o façam. Se querem se matar para ter um corpo inalcançável de photoshop (não entendo isso, meu Deus), que o façam, que morram e apodreçam. As pessoas são todas um bando de marionetes, e eu fico contente em ao menos tentar me livrar das cordas rs.Acho que o que eu tenho a dizer a respeito da sociedade é Fuck off, I don't care. Mas às vezes sinto pena rs.

  2. texto muito bom… e como dito antes, essa parte do texto que fala "Sinceramente, já notou que nem o espelho diz algo sobre você? Ele pode até mostrar um ou outro ponto que você gosta ou odeia. Mas não diz NADA sobre as suas idéias, as suas histórias, experiências, suas emoções, seus sonhos, desesperos, medos, tristezas, alegrias, conquistas… Ou seja, se nem o espelho pode dizer algo sobre você, muito menos pode uma indústria que não está interessada nem no seu bem estar, nem na sua saúde, mas sim no recheio da própria carteira. " TODOS deveria ler um dia na vida!! Ele fala tudo resumidamente. Parabéns

  3. Nem sei por onde começar a comentar,Falou tudo e mais um pouco as pessoas estão escravizadas cegas e nem sempre sabem o porque disso tudo.Acabam com a saúde delas por conta de uma vaidade desmedida.Não acho errado um homem com entradas no cabelo correr atrás do que está causando isso, afinal pode ser algo grave.Mas recorrer a implantes acho exagero, ou pessoas com corpo em ordem falando que estão gordas.O espelho lhe mostra aquilo que você pode destacar,afinal ninguém é perfeito, isso depende da perspectiva de cada um.E quando digo destacar, é mudar o jeito que você distorce sua imagem diante de si, será que é aquilo mesmo ou a industria diz que você é daquele jeito e nem é?As pessoas esquecem-se de viver pois buscam a perfeição, e quando entendem o que realmente a vida é, acaba sendo tarde demais.Ninguém é feio, depende da sua perspectiva e do seu gosto.Feio mesmo é não conseguir olhar-se no espelho por conta daquilo que acham / falaram que você é.Estava sentindo falta desse tipo de texto aqui😀

  4. Obrigada, meninas.Esse tipo de post só me vem em momentos de crise, rs.Tenho outro nesse estilo preparado em minha cabeça, escreverei assim que consertar meu teclado xPBeijocas

  5. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

  6. Bom…A moda e a mídia quer cirar padrões pra tudp,porém a moda é ser saudavel,como o Antonio não entendeu…vou explicar estamos falando sobre casos de menor escala…não estamos falando de morbidismo!celulite não mata,calvicie tb não,apesar de eu estar tratando dela kkkkk,tudo que realmente pode te incomodar ou atrapalhar a saúde deve ser combatido,evitemos as neuras de ser magro…e também de comer até explodir, a sabedoria é o meio termo…E se você é consumista,procure se tratar,você está querendo preenxer com material o que lhe faz falta por dentro…Fora isso só alegria :DBjones s2

  7. Querido(a) Anônimo(a), faço minhas as palavras do Luiz. Estou falando de paranóia e não de obesidade mórbida. Talvez você não tenha se dado ao trabalho de ler o post inteiro, se tivesse feito, teria percebido que deixei bastate claro o fato de não ser contra à prática de atividades físicas nem à vaídade. Respondendo à sua pergunta, uso maquiagem porque acho divertido me maquiar.De qualquer forma, obrigada pelo comentário. Aliás, seria muito interessante se, numa próxima visita, você se identificasse.^_~

  8. Acho que o Sr. Anomino não é tão culto como se declara. Perdeu tanto tempo relatando o seu ponto de vista que se perdeu no contexto da historia. ;]

  9. "anônimo", vai que reclama tbm :S

  10. Como moderadora e dona do blog, passei por aqui e exclui o comentário do anõnimo, afinal eu avisei bem para que certas pessoas se comportassem, aceitaremos qualquer tipo de criticas desde que tenham fundamento, e de preferencia que tenha identificação.Agora sobre o argumento, o anõnimo falava sobre a celulite tipo infecção bacteriana do subcutâneo, geralmente por estafilo aureus coagulase positivo, mas é claro que a celulite não mata. Mesmo que seja considerada uma doença de pouca implicação clínica, sendo que alguns médicos nem sequer a consideram como uma doença, a celulite traz grandes preocupações estéticas às mulheres, muitas vezes levando a constrangimentos quando são usados trajes curtos ou de banho, e é isso! Mas realmente o anônimo deixou o lado "culto" demais prevalecer sobre a realidade, afinal o post quis dizer sobe os excessos, e não acho maquiagem um excesso, afinal maquiagem é uma coisa simples, barata e que pode deixar qualquer mulher feliz consigo mesmo sme entrar na faca ou se matar em vaidades. fica a dica

Em busca de respostas? Eu também, então deixe seu comentário, opinião ou sugestão que lerei com muito carinho

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: