Bloody Pages

Vampiros são criaturas que fascinam/aterrorizam/desequilibram/etc. o imaginário popular há séculos, e sua origem é bem mais antiga do que a obra-prima de Bram Stoker, levando (claro) em consideração a variedade das características das manifestações culturais da humanidade ao longo de sua História.

Eles são “uma forma inconsciente de se pensar a sociedade através do espelho do além, em um jogo espetacular onde o desconhecido é fonte de medo e prazer. Um jogo cujo início, assim como o próprio vampiro, oculta-se nas trevas da História” (Alexander M. da Silva, Contos Clássicos de Vampiro, 2010).
Obviamente, por este e outros motivos, essas criaturas são muito admiradas (para não dizer “adoradas”) na cena underground, são fonte farta de inspiração em composições de looks, em eventos, em manifestações artísticas e muito mais.
Todo (a) adepto(a) da cena tem em sua estante pelo menos um livro que aborda o tema, e é pensando nisso que trago cá duas indicações de leitura que eu (humildemente) considero ótimas.

CONTOS CLÁSSICOS DE VAMPIRO
Byron, Stoker e outros


Lançado em 2010 pela editora Hedra, o livro contém alguns dos mais famosos contos vampirescos já escritos, como”O Hóspede de Drácula”, de Bram Stoker (publicado dois anos após sua morte); “O Vampiro”, de John Polidori; e “Trecho de Um Romance”, de Lord Byron. Mas o que eu mais curto é “A Morta Amorosa”, de Théophile Gautier. Também encontramos poemas como “A Noiva de Corinto”, de Goethe e “Christabel”, de Coleridge.
Muito legal também é a introdução escrita por Alexander Meireles da Silva, onde conhecemos as origens do termo “vampiro”, sua relação com as variadas tradições de ritos fúnebres, os porquês do sangue, do alho e da estaca, as diferenças do vampiro folclórico para o vampiro literário e também o vampiro do cinema.

O convite está feito, leitor. Entre por sua livre e espontânea vontade“.

VAMPIROS
Um Guia Sobre as Criaturas que Espreitam À Noite


Parece que os mortos estão em todos os lugares e podem atacar fisicamente os vivos. Acredita-se que eles odeiam os vivos com uma paixão que ninguém consegue realmente entender e o vampiro é a corporificação desse ódio” ( Dr. Bob Curran, 2005).

Aqui o autor, Dr. Bob Curran, procura dar ao leitor uma visão diferenciada a respeito dos vampiros, relutante aos esteriótipos da literatura vampírica clássica, dos filmes de Hollywood, e até mesmo dos dogmas religiosos. Lançado aqui em 2008 pela editora Madras, o livro fala a respeito de lendas dos mais variados países (incluindo o Brasil) que envolvem criaturas de hábitos vampirescos.
Particularmente eu acho o livro muito interessante, salvo umas bizarrices (e encheções de linguiça) aqui e acolá que eu achei até engraçadas, mas é sim uma boa alternativa para quem está afim de ler algo, digamos, diferenciado. E as ilustrações são belíssimas.

Uma volta ao mundo inusitada em que o leitor conhecerá histórias e criaturas seculares cheias de magia e, claro, de terror“.

Bem, está dada a minha dicazinha, caros leitores. Dúvidas? Críticas? Sugestões? Elogios? É só comentar que o nosso Serviço de Atendimento ao Leitor está de prontidão aqui, ok?

See ya ^ ^

5 Responses to “Bloody Pages”

  1. Estou louca para ler o Contos Clássicos de Vampiros desde que você comentou sobre ele, quase dois meses atrás. Mas sabe como é vida de estudande, principalmente de humanas… Estava vendo preços dele na internet e encontrei até por 19 reais *____________* Com certeza lerei assim que possível. Ótimo post, parabéns!

  2. Oi, obrigada ^ ^. Pois é, o livro é muito legal mesmo, e não é caro. Eu comprei na Estante Virtual (onde eu compro todos os meus livros há um certo tempo rs) e o livro saiu por vinte reais com o frete incluso, novinho e lacrado. Pois é, essa de estudante é verdade, tem hora que fica difícil a gente ter um tempinho pra ler nossos próprios livros rsrs, eu mesma estou com dois na fila que não tive tempo de ler até agora =s.Um grande abraço.

  3. bom,vampiros são seres que viraram moda e encheram a paciência…já li stoker e n livros do assunto,gostava demais mas agora sinceramente prefiro os generos de guerras humanas…Rice,Stoker e até o Vianco fizeram obras legais,mas vamos esperar desmodificar pra ver se futuramente sai algo LEGÍVEL no gênero…abraço

  4. bom,vampiros são seres que viraram moda e encheram a paciência…já li stoker e n livros do assunto,gostava demais mas agora sinceramente prefiro os generos de guerras humanas…Rice,Stoker e até o Vianco fizeram obras legais,mas vamos esperar desmodificar pra ver se futuramente sai algo LEGÍVEL no gênero…abraço

  5. Entendo. Mas creio que só porque virou moda não quer dizer que seja "proibido" ler a respeito do assunto, visto que situações como esta acontecem às vezes, não dá para evitar. Na minha opinião, os modismos enchem a paciência mesmo, mas os nossos gostos não. E sempre é possível encontrar algo "legível", é só dar uma garimpada por aí.Eu nunca li uma obra de Stephenie Meyer porque só de ver o primeiro filme eu já senti um clima meio "Malhação" (eca) e notei que tais livros não fazem o meu gosto. Rice e Stolker dispensam comentários de uma mera estudante mortal como eu; e quanto ao Vianco, eu sou muito fã dele e tenho todos os seus livros, até os que não abordam os vampiros. Inclusive estou doida para ler "O Caso Laura" e vou comprar assim que possível.Abraços e thanx for the comment.

Em busca de respostas? Eu também, então deixe seu comentário, opinião ou sugestão que lerei com muito carinho

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: