Fast Fashion – A moda rápida

Pare! Antes de ler este artigo você precisa primeiro entender o que é Fast Fashion, e pra recorrer a uma definição simples, vamos recorrer a wikipédia.

Fast fashion
Origem: Wikipédia

Fast-Fashion (moda rápida) é o termo utilizado por grandes magazines para produção rápida e contínua de novidades, podendo gerar para essas grandes redes um aumento de faturamento. Um movimento importado de marcas da Europa, como a Zara e a H&M, essas são exemplos de lojas que aderiram ao Fast-Fashion.

Tá, agora que você entende o que é Fast-Fashion, vamos começar:

Não é novidade para ninguém que vivemos num mundo totalmente capitalista, e até quem se diz minimalista acaba sendo pego por um mercado desenvolvido justamente para este estilo de vida, agora a questão é, você já parou para pensar no produto que você está consumindo?

Imagine aquelas febres momentâneas, agora vamos dar um nome a um tipo de “febre” para ilustrar o fato: vamos usar a do Crepúsculo… então todos passaram a amar a série, vende-se livros, vende-se camisetas, e derepente a C&A lança uma coleção baseada na série, você desesperada corre pra ficar na moda antes que as peças acabem das araras e não volte, e então lá está você com uma grande sacola do crepúsculo passando seu cartão de crédito nos caixas da C&A, TARAN, PARABÉNS, VOCÊ É UMA NOVA VÍTIMA DO FAST FASHION E NEM SABIA!

A juventudo graças as mídias estão movidas as tendências que são ditadas pelo mercado da moda, e a moda não é apenas para os “normais”, as tendências são geradas até mesmo no mercado underground, use como exemplo as calças coloridas do restart, que antes só viamos usados pelo tiririca, hoje fazem parte do vestuário de muita gente que se diz “descolada” simplesmente por que foi dito em algum lugar que assim seria. E é claro que preciso citar: a febre dos espartilhos e tight lacing que desde que celebridades começaram a usar, muitas mulheres começaram a correr atrás do seu sem antes pesquisar sobre benefícios e riscos, assim como e algumas lojas começaram a fabricar protótipos de corset que mais parecem aberrações deformatórias do que qualquer outra coisa, e mesmo assim vendem como água por causa da procura desvairada.

As pessoas estão tão preocupadas em entrar na moda que gastam em peças que serão logo descartadas, a moda rápida geralmente não traz tecidos feitos para durar pois o plano é que elas se desgastem até uma nova coleção, te levando a comprar ainda mais. O marketing dessas lojas é fazer você acreditar que todas suas roupas, até mesmo as compradas nelas, tornaram-se ultrapassadas, criando uma fábrica de bonecas consumistas e igualmente montadas, não fazem promoções e tiram e colocam coleções a rodo para que você se sinta intimidado a comprar rapidamente para não ficar sem..
Por estes e outros motivos é que vão as dicas abaixo:

1 – Nem tudo que dizem que é moda é bonito, e muito menos quer dizer que ficará bem em você por que está na moda, fique atento para não pagar mico.

2 – Procure usar roupas que te deixem bem, principalmente interiormente, crie seu próprio estilo

3 – Fique atento se o tecido vale o preço da peça em questão de durabilidade, mas lembre-se também que roupas não são eternas, apesar de que esperamos que durem bastante.

4 – Não tenha nenhum medo de fazer seu próprio estilo, mesmo que seja só você a segui-lo, o que mais vale é ser original.

5 – Têndencias vem e vão, e se você não quiser segui-las não estará assinando seu atestado de extraterrestre.

Hoje por sorte estamos num mundo bem diversificados, com menos preconseitos que a uns anos atrás e este negócio de moda é algo bem relativo, estamos trocando as grandes fábricas de fast fashion por galerias, customizações e afins, e isto é ótimo, mostra que somos dotados de um instinto de querer ser únicos, e jamais podemos esquecer que realmente somos.

O tema desta matéria foi indicado pela Marcela Lima, indique você também um tema para ser discutido aqui via comentário.

3 Responses to “Fast Fashion – A moda rápida”

  1. Ainda bem que eu não sou vítima disso. Sei muito bem dos estilos que gosto e sempre procuro aquilo que combine comigo.Geralmente essas roupas são feias, exemplo a calça colorida que toda fã de Restart usa. rsEnfim, eu prefiro suas roupas ^^

  2. sim, adorei a música de fundo. Adoro HIM!

  3. Bom dia!Obrigada por postar a minha sugestão, pois as únicas coisas que eu lia sobre fast-fashion que é bom para quem não tem grana, que há várias opções para quem quer estar na moda, só coisas positivas.Eu sou sincera, compro em Lojas como Renner, mas roupas do dia-a-dia roupas que fazem meu estilo compro mesmo em brechós, lojas virtuais, ou até troco peças com amigas e customizo.Outro dia, fui á um shopping a pedido de um amigo ajudá-lo a comprar roupas, adentrei uma famosa rede de departamentos, como tudo está em liquidação no momento…Rodei a loja inteira em busca de algo que me agradasse , apenas roupas ridículas, com caimento e tecido péssimos ( e o que me admira era a imensidão de pessoas enchendo suas sacolas e indo aos provadores), a única coisa que achei bonito de usar fora um baby-look com a estampa da fada sininho.Eu confesso que muitas coisas vendidas em lojas undergrounds, eu não usaria, mas é uma questão de gosto e meu gosto é um tanto quanto misturado sempre foi.Visito uma imensidão de blogs sobre moda, pois preciso estudar , tenho assinatura de revista, e muitas vezes compro por fora algumas, ou vou nessas lojas de fast-fashion garimpar seus catálogos, muitas coisas ali, nas composições são inutilizáveis, é algo que lhe deixa ridículo.Uma coisa ou outra , é aproveitável mas em sua maioria não!Citei o exemplo do shopping, por vezes tenho que ir ao mercado quando vou á casa do meu namorado, e o mercado mais próximo fica dentro de um shopping, digamos que é um deleite dele e meu ver tanta gente se vestindo errado por causa dessa maldita moda que é padronizada.Mulheres gordas (sim não falo fofinhas, pois eu não curto que me chamem de morena e também não falo que alguém gordo e acima do peso seja ‘’fofinho’’) usando um manequim menor, além de deformar o corpo delas (pois por mais que você não seja padrão, tem que valorizar aquilo que tem a oferecer, mas da forma certa) usando roupas apertadas, prejudicam sim a saúde delas.Ou mulheres com tudo em cima, sensualizando demais.Hoje em dia, sinto mais gosto em comprar em um brechó, ou desenhar minhas roupas, do que sair para comprar, é um jogo de vontade e paciência pois garimpar algo legal, usável está cada dia difícil.E sinceramente não agüento sair mais nas ruas e ver pessoas uniformizadas, sem personalidade e vazias.Aguardo o próximo post!=*

Em busca de respostas? Eu também, então deixe seu comentário, opinião ou sugestão que lerei com muito carinho

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: