É o tempo que se vai ao longe, mais rápido que o compasso do relógio, e as coisas que ele deixa para trás, são os cacos que recolho pelo caminho.
E eu pensei no tempo, pensei no medo de não ter este tempo ou ter que lutar com o mesmo, uma luta desigual, injusta… uma luta de quem tem apenas esperanças e sonhos limitados contra quem tem o poder de mudar o destino das pessoas, de ser cruel em tirar todos aqueles que passam no caminho.
Tenho medo do tempo, mas sinto falta de parar no relógio…
….E como será quando este tempo passar? Tento não ter expectativas e as vezes me pego a pensar nisto, como uma lembrança de um futuro incerto, de quem senta no barco e deixa o vento levar, sem saber se cairá num paraíso, ou no olho do furacão.

Eu só espero que você tenha tempo,e nas areias dele, que voce encontre um espaço para ainda se interessar em me ensinar a voar…

Em busca de respostas? Eu também, então deixe seu comentário, opinião ou sugestão que lerei com muito carinho

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: